terça-feira, 27 de abril de 2010

Weezer - (If You're Wondering If I Want You To) I Want You To

Olha só quem mais ou menos voltou!!!
Pois é, em primeiro lugar quero pedir desculpa aos fãs do meu blog pelo afastamento, já lhes adianto que não foi (apenas) por preguiça de atualizar, mas por motivos de origem técnica.
Meu PC sempre me odiou, mas acho que ele descobriu o que eu andava falando sobre a mãe dele e resolveu me privar de sua funcionalidade. Acontece.
Mas já estamos "quase" nos entendendo e dentro em breve, se possível, votaremos à nossa programação normal e, de quebra, com algumas novidades.

O post de hoje é pra remediar uma injustiça que cometi no post passado.
Este clipe foi lançado em 2009 e não entrou pra minha lista "dos melhores do ano" simplesmente porque a minha memória foi passear muitos (muitos mesmo) anos atrás e nunca mais voltou (deve estar saindo com a mãe do meu PC).

E para diminuir a minha falha, o primeiro post da minha quase volta é só dele:


Diretor: Marc Webb
Ano: 2009

O videoclipe foi lançado a 23 de Outubro. Realizado por Marc Webb, o video trata da vida numa pacata vila americana dos meados do século XX, denominada Weezerville, em que os seus residentes são clones dos membros da banda. A tranquilidade é quebrada com a chegada à vila de uma senhora bonita interpretada por Odette Yustman. Na tentativa de a impressionar, os vários membros da banda ficam, de uma forma cómica, gravemente feridos, devido à sua distracção e desprezo da rapariga. O único que não fica magoado é o vocalista Rivers Cuomo, que, com a aprovação dos amigos, rejeita a rapariga no momento em que os vê feridos. Cuomo disse à MTV:

"Marc Webb criou um género de uma pequena cidade dos anos 50 para nós vivermos lá. Basicamente é ocupada pelos quatro membros dos Weezer. Portanto passeamos por lá, damos umas voltas, enchemos camiões com gasolina. Basicamente somos rapazes, e é isso que Weezerville representa."

Marc Webb comentou:

"A ideia do video é muito simples: é uma cidade feita de clones dos Weezer. Existem versões múltiplas do Brian (Bell), do Patrick (Wilson), do Scott (Shriner) e do Rivers (Cuomo), que andam a tratar das suas vidas, até que um dia esta rapariga aparece. Depois disso, basicamente tudo vira do avesso."

PS: Sim, foi um "Ctrl+c Ctrl+v" sem o menor escrúpulo da Wikipédia, ahh vai, dá um desconto, tô fora de forma...
;^|

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

E os melhores de 2009 são...

Bom, esse era pra ser o último post do ano passado, mas eu pensei: "vai que alguém lança um clipe bem no finalzinho do ano e escapa da lista?" (tá, na verdade eu não pensei isso, não atualizei por preguiça mesmo)
Mas o primeiro posto do ano não poderia ser outro então aqui vão os meus 7 mais de 2009:


7 Houve um empate por pura indecisão minha, então:

7.2 She & Him - Why Do You Let Me Stay Here?


Direção: Ace Norton

O clipe é estranho e non-sense. É bonitinho e ao mesmo tempo meio sinistro, e a música contribui para isso.
Estrelado por M. Ward Matt (Him) e Zooey Deschanel (She) que além de cantora e multi-instrumentista é atriz, e protagonizou filmes como Guia dos Mochileiros da Galáxia, Tin Man e o comentadíssimo 500 Dias com ela (para ver uma versão alternativa do clipe dessa música, com os protagonistas de 500 Dias com Ela fazendo uma coreografia bacana clique aqui )
Zooey também é a cara da Katy Perry, não acham?
Agora se alguém perguntar porque eu gostei desse clipe a resposta será clara e direta: "não sei!"

7.1 Franz Ferdinand - Ulysses


Direção: Thirtytwo

Eu estava falando de non-sense?
Esse clipe eu sei extamente o porque eu gostei. Além da fotografia estilo anos 70 (minha favorita), o clima de loucura que prevalece é muito bom.
Então fica por isso que eu tenho mais 6 clipes pra apresentar.


6 Passion Pitt - The Reeling


Direção: Humble

Esse clipe foi um dos bons achados do ano.
A fotografia e os efeitos (riscos, rasgos e amassados) são baseados nas fotos das câmeras polaróides. A montagem também é bastante criativa, intercalando efeitos e estilos.
O resultado é um clipe que casa perfeitamente com o clima alternativo da música.


5 Slipknot - Snuff


Direção: M. Shawn 'Clown' Crahan and P.R. Brown

Ok, essa foi de longe a maior surpresa de 2009.
Se você achava que Slipknot não sabia fazer músicas diferentes daquelas onde reinam a gritaria e pedaleiras quádruplas prepare seu coração.
Uma música que fala de amor, das dores e mágoas que esse sentimento pode nos causar, é o guia dessa produção igualmente complexa. Com uma direção e produção muito bem executadas, e atuações bastante expressivas de Corey Taylor (vocalista do Slipknot, pois é, sem máscara) esse curta/clipe foi muito bem sucedido ao mostrar o lado obsessivo do sentimento mais complexo do ser humano, o amor.




4 Oren Lavie - Her Morning Elegance


Direção: Oren Lavie, Yuval & Merav Nathan


Aqui apresento a bola da vez desse ano, o stop motion. Essa é uma técnica onde se fotografa cada quadro da cena e depois é rodado rapidamente gerando a impressão de movimento.
Mas se eu precisasse descrever este clipe com apena uma palavra, essa palavra seria poesia.
No clipe, que preza pela simplicidade, a bela ruiva anda de trem, salta nuvens e mergulha no fundo do mar sem precisar sair de seu colchão.
Mais uma prova de que a criatividade pode superar uma superprodução.


3 Skank - Sutilmente


Direção - Conrado Almada

Sim, temos um brasileiro na lista.
O Skank confirma com este clipe o seu lugar de banda nacional com os melhores clipes no meu ranking.
A música é bem legal e ajuda bastante nesta produção super criativa, com um apelo artístico bastante forte.
O clipe foi todo filmado num take só, o que dificulta bastante, com boas coreografias, porém teve alguns errinhos de iluminação que felizmente não comprometeram em nada o trabalho.
Quer ver como o clipe foi feito? É bem bacana, basta clicar aqui.


2 Depeche Mode - Wrong


Direção: Patrick Daughters

Tenso. Essa palavra descreve esse clipe.
Wrong em ingles significa errado, e isso aparece no clipe várias vezes de várias maneiras.
Só não ficou em primeiro por um errinho na montagem, mas mesmo assim é um clipe histórico.


1 Coldplay - Strawberry Swing


Direção: Shinola

E lá vem o stop motion de novo.
O clipe mostra a saga surreal de um herói, na tentativa de salvar uma princesa das garras de um malévolo esquilo.
Eu acho q a palavra que descreve esse clipe é mágica. A história se desenrola de uma forma que me faz lembrar um sonho ou um daqueles devaneios de uma tarde de tédio.
A criatividade dos desenhos e a forma primorosa que a técnica do stop motion é usada, garante a esse clipe a posição de destaque no ano de 2009.




E vocês concordam, discordam ou fui injusto de deixar alguém de fora desta minha lista?
:^P

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Ok Go - Here It Goes Again

video

Ano: 2002


Here it goes again, é a prova que pra ter um clipe bom e com força suficiente pra ajudar lançar uma banda, não são necessários vários dinheiros.
Feito em apenas um unico take, esse é um clipe de baixíssimo orçamento e altíssima criatividade, com direito a coreografias e tudo mais, com um ótimo casamento entre a música e as cenas, o clima do clipe é contagiante e deve ter feito muita gente ralar as canelas nas esteiras mundo afora! :^D

Só fico me perguntando quantas vezes eles devem ter filmado até acertar, além de imaginar as "vídeos cassetadas" ocorridas durante os ensaios e na criação das coreografias.

PS: minha campanha de ódio contra a EMI continua... :^/

domingo, 29 de novembro de 2009

The Smashing Pumpkins - Stand Inside Your Love



Então, após resolvidos os problemas técnicos e de ser pressionado por milhares de fãs ensandecidos do meu blog, voltamos à nossa programação normal.
:^D

E o prato do dia é nada mais nada menos que o primeiro single comercial do CD Machina I - The Machines of God e a primeira música lançada após o retorno de Jimmy Chamberlin.


video

Ano: 2000
Direção: W.I.Z e Billy Corgan


O Clipe se inicia com a frase de Oscar Wilde "O mistério do amor é maior que o mistério da morte" (tradução livre) e é inspirado na peça teatral "Salomé" do escritor Irlandês, sendo que o visual do clipe é diretamente baseado nas ilustrações de Aubrey Beardsley.
Com um visual sombrio e uma forma de exibição inusitada, tanto o clipe quanto a música são extremamente notórios por sua poesia e intensidade, mostrando o amor de uma forma dolorida porém compensadora (mais próximo à realidade na minha opinião).
A moça que aparece no clipe é a fotógrafa Yelena Yemchuk, Ucraniana naturalizada nos E.U.A. (e namorada de Billy Corgan na época). Yelena participou também na direção dos clipes de Zero e Thirty-Three, suas fotos fazem parte de vários encartes dos discos dos Pumpkins.
Outra figura notória no clipe é Ken Davitian, mais conhecido como o gordão Azamat Bagatov no hilário filme Borat.



PS: post dedicado a quem pediu por ele
:^*

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

merda de EMI

desculpem a demora pra postar, mas a EMI fdp desativou a desincorporação de TODOS os clipes com alguma qualidade decente.

por enquanto fica o recesso...